Skip to main content

Fobia de Agulha - Como aplicar Insulina

Fobia_de_Agulha_-_Como_aplicar_Insulina

O medo de injeções e exames de sangue aparece de diferentes formas, em diferentes idades. A injeção com uma bomba pode ajudar muitas crianças, mas os exames de sangue são inevitáveis. Caso isso ocorra, é importante consultar um psicólogo o mais rápido possível, para evitar que a fobia de agulha se torne um problema permanente para você, seu filho ou sua família.

O creme anestésico tópico alivia a dor e pode ser usado para algumas análises sanguíneas de forma menos desagradável. Ele também pode ser usado em injeções de insulina em ocasiões isoladas, mas, na prática, é impossível a utilização desse creme para cada injeção de insulina. Cremes como esse não funcionam sobre a pele dos dedos, por exemplo, onde ela é muito grossa.

Fobia de agulhas: conselhos gerais

A atitude dos pais com a agulha é muito importante. Você deve certificar-se de que puncionar o dedo ou usar agulha são ações necessárias, caso contrário, você nunca poderá transmitir isso para a criança.

A criança deve saber exatamente o que acontecerá e o porquê. Muitas crianças (mesmo as mais velhas) podem acreditar que a injeção ou teste de sangue é um castigo por alguma coisa errada. É preciso afirmar claramente que a agulha é necessária e não um castigo porque alguém se comportou mal. Lembre-se que a pessoa que injetar a agulha não é "uma pessoa má", ela está apenas fazendo o que tem que ser feito.

Seja honesto sobre a dor. Uma picada de agulha pode ser dolorosa, não importa o quanto nós quisermos o contrário.

Indique os limites aceitáveis de protesto, tal como "você pode chorar quanto quiser, mas não deve puxar a mão."

Ofereça opções realistas, elas diminuem a sensação da criança de ser uma vítima. Mas não ofereça dar a injeção em outra hora porque você não pode fazer isso. A criança se sentirá enganada e as coisas serão ainda mais difíceis da próxima vez.

Mude de conversa, desviando o pensamento para outra coisa.

A fase de persuasão deve ser curta.

Ao lidar com crianças menores, o melhor é segurá-los firmemente, inserir a agulha e depois dar conforto. Se o processo de injetar a agulha levar tempo, a criança sofrerá mais. Segure a criança com firmeza de modo que a injeção seja mais rápida.

Não sorria para encorajá-la. A criança pode pensar que você está rindo.

Por fim, conforte, elogie e fale com a criança. Lidar com aquilo que tem sido difícil por meio de desenhos ou joguinhos pode ajudar. Ficar com a criança quando estiver jogando, a fim de corrigir equívocos, pode ajudá-la a entrar em um acordo com essa experiência.

Revisado em: Nov/2016. 059528-160905