Skip to main content

Diabetes Infantil - Primeiros Passos

Diabetes_Infantil_-_Primeiros_Passos

Quando uma criança desenvolve uma doença de longo prazo, a situação para toda a família é sempre difícil. Ajustar-se a essa nova vida requer disposição para enfrentar muitos desafios.

A maioria das pessoas passa pela mesma fase emocional quando confrontadas com uma crise. Ao compreender que não está sozinho, você terá melhores condições para lidar com as emoções turbulentas que muitas vezes aparecem após esse tipo de diagnóstico. O doutor Johnny Ludvigsson, professor de pediatria e chefe médico do Hospital da Universidade de Linkoping, na Suécia, explica as diferentes etapas da crise:

Fase de choque

Durante a fase de choque, é difícil pensar claramente. Um turbilhão de pensamentos surge e é comum experimentar a sensação de "pisar em ovos". O estado de não aceitação das informações pode surgir, tornando difícil a absorção dos detalhes da doença, sua provável progressão, tratamento e todos os aspectos práticos que a acompanham. É fundamental que médico, enfermeiros, parentes e amigos próximos ouçam o que você está pensando e o ajudem a superar o choque.

Fase de reação

Nessa fase, é comum ter reações como  tristeza, insônia e agressividade. O consolo é importante, mas deve ser honesto, sincero e realista. É natural que se sinta tristeza, amargura e decepção. É sempre desafiador quando uma doença grave acomete alguém, mas a tristeza acaba desaparecendo com o tempo. É necessário ter a capacidade de escutar e de enfrentar a realidade para permitir e admitir dor e medo.

Fase de reparação

Depois de algum tempo, você vai entrar na fase de reparação, em que vai procurar mais conhecimento sobre a doença. Questões importantes de ordem prática surgem, como "O que fazer se o nível de glicose cair muito?" ou "Como aplicar as injeções?". Você pode saber mais sobre a insulina, os exames, a dieta e a hipoglicemia e, sistematicamente, absorver fatos que ajudem a reconstruir sua vida.

Fase de reorientação

Será preciso um longo tempo até a fase de reorientação, quando um estilo de vida diferente, mas aceitável, é estabelecido. Às vezes, as pessoas em torno de você terão dificuldades para compreender que é preciso tempo para percorrer as diferentes fases de uma crise, mas isso é inevitável quando alguém em uma família desenvolve diabetes. O tratamento pode ser difícil, a vida sofre mudanças, o medo pode surgir. Ainda assim, haverá diversos momentos de diversão, prazer e tudo que acontece em uma vida normal. A vida nunca mais será a mesma, mas ela ainda pode ser excitante e divertida, mesmo que algumas regras mudem.

Há pessoas que chegam a um impasse na sua dor e são incapazes de seguir em frente. Essas pessoas vão precisar de ajuda profissional. Continuar com essa negação inibe as pessoas de absorver conhecimentos e viver com o diabetes de forma harmoniosa.

Revisado em: Nov/2016. 059528-160905