Skip to main content

Glicose no Sangue

glicose_no_sangue

O nível de glicose pode aumentar com os exercícios?

O nível de glicose só aumenta em virtude do exercício se não houver insulina suficiente.

As células não "percebem" que existe uma abundância de glicose na corrente sanguínea. Pelo contrário, eles agem como se o corpo estivesse faminto. Isso é causado pelas células musculares, quando existe falta de glicose após um período de exercício na falta de insulina. O glicogênio muscular é totalmente utilizado e a deficiência de insulina previne a entrada de nova glicose nas células. Os sinais de hormônios então dizem ao fígado para liberar mais glicose do seu depósito de glicogênio. Os sinais para o fígado são dados pelos hormônios glucagon e adrenalina. O aumento da quantidade de glicose no sangue provém tanto de uma repartição do glicogênio do fígado e de uma produção de glicose no mesmo.

No entanto, quando existe uma falta de insulina, acontece uma quebra de gordura em ácidos graxos, que são convertidos em cetonas no fígado. Isso faz com que ele entre em risco de desenvolver cetoacidose. Quando o seu nível de glicose está acima de 14 mmol/L (250 mg/dL) e há um aumento no nível de cetonas, indicando falta de entrega de insulina, o exercício deve ser adiado e uma dose extra de insulina utilizada. Correr para baixar o alto nível de glicose, nessa situação, não é uma boa ideia, podendo até ser perigoso.

Episódios graves de cetoacidose, causada por falta de injeções de insulina e da necessidade de tratamento hospitalar, não são incomuns. Muitos destes casos acontecem com adolescentes que não percebem o quão perigoso pode ser deixar de tomar injeções de insulina.

Revisado em: Nov/2016. 059528-160905