Skip to main content

Consequências do Diabetes - Microvascular

Consequencias_do_Diabetes_-_Microvascular

As complicações a longo prazo associadas ao diabetes podem ser divididas em dois tipos: as macrovasculares, que afetam as grandes artérias, e as microvasculares, que afetam os pequenos vasos sanguíneos no seu corpo. As complicações microvasculares podem levar a problemas nos olhos (retinopatia), nos rins (nefropatia) e a danos nervosos (neuropatia). No entanto, existem boas provas de que, se você controlar a pressão arterial e mantiver um nível saudável de glicemia, é possível reduzir significativamente o risco dessas complicações.

Complicações que afetam os olhos (retinopatia)

Não se preocupe caso você tenha distúrbios em sua visão, mas procure conselhos com sua equipe médica imediatamente. Na maioria dos casos, visão turva é o resultado de mudanças na glicose sanguínea. Ela não está associada a problemas futuros com a sua visão. Às vezes, a visão perturbada pode permanecer por várias semanas, contudo, com bom controle glicêmico, ela volta ao normal mais rápido.

O cuidado com os olhos reduz, consideravelmente, o risco de dano ocular em pessoas com diabetes. Cegueira causada pelo diabetes é muito rara (uma em cada mil pessoas) em países onde o tratamento com métodos modernos está disponível. No entanto, se você tem diabetes há cerca de 15 anos, é provável que tenha algum grau de dano ocular. A melhor medida de prevenção e tratamento para a retinopatia é o controle da glicemia e dos níveis de pressão arterial. Você pode fazer um acompanhamento anual da retinopatia e, se existir algum dano, é aconselhado o tratamento a laser.

Complicações que afetam os rins (nefropatia)

Seus rins filtram e limpam o sangue, transformando alguns dos resíduos do seu corpo em urina. Eles também liberam hormônios e regulam a quantidade de líquido e de sal no corpo para ajudar no controle da pressão arterial. A doença renal progride gradualmente em pessoas com diabetes, porém, existem várias formas de desacelerar esse processo antes que chegue à insuficiência renal.

Uma das medidas é ter um bom controle sobre sua glicemia e pressão arterial. Se você apresentar uma infecção urinária, é importante tratá-la rapidamente, porque isso também pode levar a danos nos rins. Seu médico pode prescrever alguns medicamentos para a redução da pressão sanguínea. Se os seus rins não estão em condições de funcionamento adequadas, sua equipe médica pode aconselhá-lo a ajustar sua dieta. Apenas em casos raros as pessoas com diabetes experimentam danos renais graves ou insuficiência renal, que necessitam de tratamento com diálise ou de um transplante.

Complicações que afetam os nervos (neuropatia)

Se os vasos sanguíneos que alimentam suas fibras nervosas estão danificados, seus nervos podem necessitar de oxigênio. Isso pode resultar em lesões, que causam a perda da sensibilidade e da dor. Os nervos mais longos, como os dos pés e das mãos, são os mais vulneráveis. A perda da sensação nessas áreas pode levar a danos nos pés e a uma incapacidade de pegar objetos pequenos ou executar tarefas delicadas, como costurar botões. A neuropatia também pode afetar o sistema digestivo, coração, olhos, glândulas sudoríparas, bexiga e funções sexuais.

A melhor forma de reduzir o risco de neuropatia é manter um nível saudável de glicemia. Se a neuropatia afeta seus pés, você deve fazer exames regularmente. Existe também uma série de medicamentos que podem aliviar qualquer dor ou desconforto que você venha a sentir. Caso sinta dor ou perda de sensibilidade, informe seu médico imediatamente.

Revisado em: Nov/2016. 059528-160905