Skip to main content

Cetoacidose

Cetoacidose

Caso você tenha altos níveis de glicose e eles durem alguns dias nessa situação, você pode desenvolver uma condição chamada cetoacidose. Essa é uma condição séria, que pode se desenvolver rapidamente ao longo de algumas horas ou dias. As pessoas que possuem cetoacidose necessitam urgentemente de tratamento adequado no hospital.

Quando não há insulina em seu sangue, a glicose não pode ser transportada para as células para agir como combustível. Seu corpo, em seguida, começa a quebrar a gordura armazenada para fornecer uma fonte alternativa de energia. A quebra dessa gordura produz cetonas, que podem ser usadas como fonte alternativa de combustível. No entanto, as cetonas também precisam de insulina para servirem de energia para as células. Se não há insulina no sangue, a quantidade de cetonas e de glicose irá aumentar, o que causa um desequilíbrio prejudicial na química do seu sangue.

Um dos sintomas dessa condição é a sede, pois seu corpo tenta expulsar a cetona pela urina. Às vezes, você também pode perceber a presença desse ácido pelo hálito. O cheiro é, muitas vezes, descrito como semelhante a balas de pera ou esmalte de unhas. Caso a quantidade de cetonas em sua corrente sanguínea suba mais, você sentirá náuseas e pode até vomitar. Se não for tratada, a situação pode conduzir a um coma. No entanto, a chance de complicações graves é muito menor, caso seja tratada desde cedo. 

Qualquer um que está em tratamento com insulina pode desenvolver cetoacidose. Isso inclui todas as pessoas com diabetes tipo 1 e algumas com diabetes tipo 2. Em raríssimos casos, as pessoas que controlam seu diabetes com dieta ou comprimidos desenvolvem cetoacidose quando estão doentes.

Se você tiver diabetes, deve fazer a automonitorização dos níveis de glicemia o maior número de vezes possível. Se seu nível de glicemia é elevado, teste a sua urina para cetonas. Você pode obter tiras para a detecção de cetonas em sua urina com prescrição médica. Se você descobrir cetonas em sua urina, entre em contato com seu médico imediatamente. Também vale falar com sua equipe médica para obter mais conselhos sobre como lidar com a situação.

Revisado em: Nov/2016. 059528-160905